Despesas após compra de um imóvel: Morador deve estar preparado


Conquistar a casa própria faz parte do sonho de muitos brasileiros. Deixar que pagar aluguel todos os meses e se libertar dessa obrigação é o sonho de muitos. Poder arrumar, reformar e refletir a personalidade no local que será chamado de lar. No entanto, ao optar por um financiar um apartamento, o que muitos não esperam é a necessidade de pagamento de taxas extras, além do financiamento do imóvel. Por isso é importante conhecer todas as taxas e manter todos os gastos organizados em uma planilha online, dessa forma é possível manter as finanças em dia sem complicações. Quer saber mais como manter tudo em dia? Continue acompanhando este post para saber mais!

Entenda as taxas de condomínio

Ao pesquisar a moradia, busque referências, entenda a localização e o valor do metro quadrado da região. Outro fator determinante para o valor da taxa de condomínio são os lazeres oferecidos pelo condomínio. Itens como quadra de esportes, piscina e salão de festa podem encarecer o valor final.

No entanto, existem alguns opressores para esse valor, entre eles está a mão de obra, seja ela terceirizada ou CLT, tributos relacionados à colaboradores, custos de esgoto e água, energia elétrica, elevadores e inadimplência de outros moradores.

Vale lembrar que condomínios pequenos tendem a apresentar taxas de condomínio mais altas, isso ocorre porque são menos moradores que dividirão todas as despesas. Em contrapartida, condomínios maiores normalmente possuem mais áreas de lazer e valores mais baixos. Se optar por um imóvel antigo, lembre-se de fazer uma vistoria completa, principalmente na parte elétrica e hidráulica para não ter problemas com desperdícios ou acidentes.

Demais taxas

No valor das taxas de condomínio estão embutidos:

  • Valores de manutenção dos espaços;
  • Pagamento de funcionários;
  • Taxas de esgoto;
  • Segurança;
  • Custos de luz das áreas comuns;
  • Impostos referentes aos funcionários;
  • Manutenção e melhoria das áreas comuns;
  • Além de custos referentes à inadimplência de alguns moradores.

Além de pagamento dos serviços que você precisará prever no orçamento final, tais como manutenções no interior do imóvel, contas de luz e água, além de outras despesas como internet, TV a cabo e outras despesas que surgirão. Por isso, é importante estipular os gastos previstos e o orçamento total para evitar surpresas indesejadas após a compra.

Lembre-se que todos os anos os valores sofrem reajustes e aumentarão a cada virada de ano. Esse custo deve estar previsto no seu orçamento no momento da compra do imóvel, só assim é possível fazer um cálculo real de quanto o imóvel custará ate que esteja quitado. Todos sonham com a casa própria, mas é preciso organização e planejamento para que ele se torne realidade.

Quer saber mais? Acompanhe o site do CondoBrasil