Exemplo dos pais para as crianças em condomínios


 

Muita gente diz que os filhos transformam as pessoas, mudam as prioridades, responsabilidades e até mesmo algumas atitudes. Pais costumam ser o Norte e os exemplos para os filhos. Por isso, é importante prestar atenção em como você age no seu condomínio, pois isso pode refletir na pessoa que seu filho se tornará. 

 

Confira abaixo alguns e exemplos que os pais podem dar a seus filhos.

 

Cordialidade 

Essa é uma palavra que pode ser aplicada em diversas situações. No seu condomínio pode ser sinônimo de cumprimentar os funcionários do prédio, sejam eles porteiros, seguranças, zeladores, dar bom dia para os vizinhos e demais moradores e visitantes. 

 

Além dos cumprimentos, não custa segurar a porta do elevador caso alguém esteja se aproximando, oferecer ajuda para um vizinho com muitas sacolas. Você e seu filho podem exercitar a cordialidade há todo momento. 

 

Participação ativa

Marcar presença nas reuniões e assembleias de condomínios é um ótimo exemplo para mostrar para as crianças a importância de participar ativamente da vida no condomínio. Esse pode ser um primeiro passo para ensinar participação política, conceitos como votação, democracia, quórum e hierarquia. 

 

Regras e limites

Já pensou que o condomínio pode ser um excelente lugar para conversar com o seu filho sobre regras e limites? Em um espaço de convivência com muitas pessoas é preciso entender onde começam e onde terminam direitos. 

 

Para morar em condomínio é preciso ter clareza das regras do regimento interno e da convenção. Seja o exemplo do seu filho: não quebre regras, não tente ser “esperto”, não faça barulho após o limite de horário. Se você fizer isso, seu filho seguirá seu exemplo e seguirá, não só as regras do condomínio, mas também os limites estabelecidos dentro de casa. 

 

Tom de voz 

Já percebeu que crianças são muito suscetíveis à forma como as pessoas se comunicam com ela? Fale com ela e com seus conhecidos de tom leve e ameno. Se algo estiver errado ou incomodando, não grite, mas argumente! Argumentar é a melhor forma de resolver problemas, seja na reunião de condomínio ou dentro de casa com seu filho. 

 

Saiba lidar com frustrações

Algo no condomínio não vai bem, aquela reforma que custou o aumento do condomínio ficou ruim? A frustração é normal, mas a forma como você lida com ela influencia o comportamento das crianças. Não reclame tanto ou acuse a administração. Pondere o que foi feito e o que está errado e faça críticas construtivas. 

 

Os filhos são a motivação dos pais e refletem aquilo que veem neles. Por isso, pergunte, o que você está refletindo para seus filhos quando o assunto é vivência e os exemplos no condomínio?


×

Olá!

Seja bem vindo à CondoBrasil!

× Como posso te ajudar?