Prestação de Contas no Condomínio


Uma boa gestão de condomínio implica em ter um bom convívio e transparência em todos os assuntos relacionados a esse ambiente. Quando o assunto é transparência, a prestação de contas do condomínio é parte essencial e deve ser realizada anualmente, conforme determina o Código Civil. Os síndicos devem organizar e justificar todas as movimentações financeiras feitas durante o ano fiscal em vigência. Quer saber mais sobre essa obrigação? Continue lendo este post para saber mais!

Como funciona a prestação de contas?

O termo prestar contas é muito claro, e essa obrigação do síndico possibilita realizar a previsão orçamentária do ano seguinte. Antes de tudo é necessário saber quais são os itens que devem compor a prestação de contas. Essa lista facilitará a organização dos materiais, assim como apresentação em assembleia. Diversos documentos devem ser reunidos, contabilizados e apresentados.

O primeiro item da lista é a previsão orçamentária. Este documento foi criado no início da gestão do síndico. Esse documento deve ser revisto para fazer um comparativo do que foi definido no início e do total de gastos no fim do ano. O segundo documento a ser visitado é o relatório de receitas, que se divide entre os condôminos inadimplentes e os adimplentes (que estão com todas as contas em dia). Além disso, o documento deve registrar as possíveis receitas obtidas com aluguel dos espaços.

Já o relatório de despesas é dividido entre as contas fixas (tais como seguros, folhas de pagamento e itens que possuam valores muito semelhantes todos os meses), contas variáveis como manutenções, reformas e novos gastos e, por fim, gastos extras, tais como obras extraordinárias e inesperadas. O quarto documento da nossa lista que deve ser citado é o balancete que traz o demonstrativo das receitas e despesas do condomínio, apresentando o saldo do mês e o atual e do mês.

Como mantar a planilha organizada

Você conhece todos os documentos necessários para a prestação de contas do condomínio e sabe a importância de cada um dele e como eles devem ser organizados. Mantenha todos arquivos organizados, de preferência em um sistema preparado e otimizado para a gestão condominial capaz de armazenar informações, fazer relatórios de despesas, receitas, balancetes e até mesmo prestação de contas. Essa pasta deve ser acessível para todos os condôminos, moradores e qualquer residente que deseje checar o seu conteúdo.

Uma dica muito valiosa é manter uma atualização mensal dos itens possíveis, pois facilita o compartilhamento semanal com os moradores. Também é possível elaborar um resumo com todas as informações que foram acrescentadas ou alteradas no mês vigente.

Por fim, determine os prazos de acompanhamento e prepare-se antes da reunião, monte sua apresentação se adiantando às possíveis perguntas. Caso seja possível, prepare um material de apoio para entregar para os moradores presentes. Gostou das nossas dicas? Continue acessando a CondoBrasil para saber mais.