Portaria: 5 erros mais comuns que prejudicam a segurança do condomínio


Portarias sempre são movimentadas e um local de grande correria. Assim fica fácil perceber que o porteiro precisa de muita atenção e dedicação, por isso é preciso estabelecer algumas regras e limites a serem firmados.

segurança do condomínio
Entregas e encomendas chegando, interfonar para os moradores para autorizar a entrada dos visitantes, moradores pedindo “uma mãozinha” com as compras e para completar o porteiro quer saber mais sobre a novela na televisão pequenininha ou responder mensagens no celular.

Portarias sempre são movimentadas e um local de grande correria. Assim fica fácil perceber que o porteiro precisa de muita atenção e dedicação, por isso é preciso estabelecer algumas regras e limites a serem firmados. Só assim é possível garantir a eficiência do trabalho e a segurança de todos que trabalham e/ou moram no condomínio.
 

Profissionais desqualificados

Investir na qualificação dos seus funcionários é sempre a melhor opção. Lembre-se que o porteiro fica literalmente na porta de entrada do prédio, por ele passam diversas pessoas diariamente.

O porteiro deve saber as normas do condomínio e segui-las fielmente. Além de profissionais com o curso de porteiro, busque porteiros com curso de gestão, defesa pessoal e outros cursos que agreguem ao cargo.

 

Falta de investimentos em equipamentos de segurança

Existem alguns equipamentos que melhoram a segurança do condomínio. Alguns exemplos são câmeras de alta resolução que captam melhor as imagens noturnas, sistemas de controle de acesso que permitem que apenas moradores com cartão ou tag de identificação entrem no condomínio enquanto o porteiro pode verificar outros assuntos.

Esses são apenas alguns exemplos, mas o mercado de segurança para condomínios está crescendo e oferece cada vez mais recursos.
 

Desvio de funções

Não é função do porteiro ajudar os moradores com compras e carrinhos. Por mais que muitos possam considerar como uma gentileza, esse pequeno momento de distração pode ser aproveitado por alguém mal-intencionado para entrar no condomínio sem que ninguém perceba, cometendo furtos e roubos.

Saiba mais: Qual a função do porteiro de condomínio?

Outra coisa muito comum é que o porteiro receba encomendas e que elas fiquem na portaria, no entanto o acúmulo de caixas pode dificultar uma ação rápida do porteiro em casos de emergência. Nestes casos, o porteiro interfona para o apartamento do morador e avisa que a encomenda se encontra na portaria.

Além disso, caso algum erro ocasione o extravio de uma encomenda, o morador lesado se sentirá no direito de responsabilizar o condomínio.

 

Liberação de veículos não autorizados para entrar no condomínio

Esse erro tem se tornado cada vez mais frequente com os serviços de “motorista particular”. Ao solicitar um carro, muitos motoristas de aplicativo acabam por entrar no prédio aproveitando o portão aberto pelo carro da frente. Se é tão fácil para os motoristas, também será fácil para ladrões.

Um sistema que evita a liberação de veículos não autorizados e que melhora a segurança do condomínio é o sistema de abertura automática para carros autorizados. Pode funcionar com o cartão ou tag de controle de acesso ou por meio de um dispositivo instalado no carro e acionado por um sensor do portão.

 

Permitir distrações no ambiente de trabalho

Não adianta querer ser legal e colocar uma TV na guarita da portaria. Já imaginou se o porteiro acompanha novelas? Como ficaria um caos no horário de transmissão do programa? Esse tipo de coisa faz com que o serviço seja mal executado e falhas na segurança do condomínio aconteçam com mais frequência.

Fica difícil controlar o uso de smartphones na portaria. Por isso é necessário realizar campanhas de conscientização para delimitar limites para esse uso e para mostrar os riscos para o porteiro e para os moradores.

Essas são algumas dicas para melhorar a segurança do condomínio, começando pela portaria. Gostou? Continue acompanhando para saber as melhores informações sobre o condomínios.